Claudia Leitte aposta em Carnaval virtual para 2021 - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Claudia Leitte aposta em Carnaval virtual para 2021


Há um ano, Claudia Leitte lançava a primeira parte de seu terceiro EP “Bandera Move” após dar à luz, Bela, e já estava na expectativa para a celebração dos seus 40 anos, completados em julho deste ano. Mas, passado o Carnaval, a cantora passou por exames após suspeitas de ter contraído Covid, e se isolou com a família em sua casa, nos EUA, por causa da pandemia.

Foram nove meses dedicados à saúde, aos estudos dos filhos -Davi e Rafael- e a produção do EP “Sol a Sol”, lançado neste início de mês. “Esse EP foi uma gestação mesmo. O sol nascendo, a esperança.” O último show dela foi em 8 de março, em São Paulo. Em 18 de dezembro, ela publicou um vídeo em suas redes sociais sobre a emoção de realizar o primeiro evento presencial, sem especificar o local, desde o início do isolamento social.

“É muito diferente fazer show em casa. Dou graças a Deus que a gente tem a oportunidade de fazer lives, não só pelo benefício material, mas pela missão que nos foi dada de entreter as pessoas. Isso tem mérito, tem valor. Mas viver é sobre encontrar pessoas. Sobre estar com pessoas.”

O clima de verão está na capa do disco. Tendo o Sol como tema, a cantora aparece totalmente nua em um ensaio que fez em casa, com design assinado por Luan Pedro, com tons alaranjados. Ela mesmo se produziu e fez um autorretrato. “Foi uma loucura boa! Foi a segunda capa de trabalho musical que fizemos nesta pandemia de forma totalmente remota”, diz.

“Eu e minha equipe de criação definimos a ideia, as referências e o que queríamos expressar através da imagem. Depois disso, preparei o estúdio em casa, fiz o registro do material, e mandei para galera. E aí a mágica acontece!”, acrescenta a artista.

Se não teve turnê para celebrar seu aniversário, Claudia Leitte torce para que em 2021 os shows retornem. “Em nome de Jesus, espero sair em turnê ainda em 2021”, diz a cantora, que não deixou de comemorar seus 40 anos. Direto de sua casa, de forma virtual, ela reuniu Any Gabrielly, Léo Santana, MC Zaac, Bera, Dennis Dj, Lorena Improta e o brasiliense Hungria.

Essa foi uma de muitas que a cantora realizou para estar mais perto de seus fãs -o encontro presencial não tem data para acontecer. Os casos de mortes e de infectados pela Covid no Brasil e nos Estados Unidos estão em curva ascendente.

A Agência de Alimentos e Medicamentos norte-americana (FDA, na sigla em inglês) já aprovou o uso de vacina contra a doença por lá. Por aqui, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ainda analisa quatro vacinas para dar início ao processo de imunização.

Claudia Leitte afirma que conta com um Carnaval virtual no ano que vem -as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador já cancelaram as festividades em fevereiro.

O espírito virtual já rendeu bons resultados. Uma das músicas do EP “Sol a Sol”, “Desembaça” fez sucesso na época de seu lançamento, em setembro passado, e ganhou até coregrafia no TikTok após a artista criar o #DesembaçaChallenge. A brincadeira ganhou adesão do público e de artistas, como Rafa Kalimann, Larissa Manoela, Tirullipa entre outros.

“O TikTok me surpreendeu. Vi todas as pessoas dançando a mesma coreografia, na mesma vibe, em lugares diferentes. Ou seja, o Carnaval estava acontecendo”, defende a cantora. No YouTube, a música tem mais de 2,6 milhões de visualizações, além de vídeos relacionados com a coreografia.

Sem a possibilidade de fazer shows, Leitte pensou em convidar um parceiro para a música “Rodou” que tivesse uma energia de palco e de Carnaval -o escolhido foi Wesley Safadão. Lançada em novembro, a canção foi filmada integralmente em 4D -uma conexão Miami-Fortaleza.

“Fiz minha própria maquiagem, meu cabelo, mas senti falta das pessoas em volta de mim”, conta Leitte. “Foi uma loucura fazer à distância, tinha hora que só gritavam: ‘Safadão está descendo do balão’”, brinca a cantora.

Agora, as novidades do EP “Sol a Sol” são o axé “Mulherão”, o brega funk “Afrontosa”, gravado com MC Dadá, e uma versão em espanhol de “Desembaça”. Apesar da mistura musical, Claudia Leitte defende ser um trabalho de “axé, para dançar”. “A base é o axé, pegamos algumas coisas dos primórdios do ritmo”, explica a cantora, ao mencionar que haverá remixes dessas músicas.

“As músicas vieram de compositores diferentes, mas quando chegou, elas se conversaram muito bem. É um álbum muito simples de axé para dançar, para se divertir. Tem um cheiro, tem uma temperatura. Mas, claro, isso não substitui a muvuca, né?”, brinca.

Claudia Leitte defende a força do feminino em seu trabalho, com a música “Mulherão”. “Uma mulher não é educada para ser uma diretora financeira. Nossas fundações já são corrompidas e, por isso, temos que nos sensibilizar e levar essa informação.

Claro, é uma música divertida, leve, mas quis falar sobre isso.” No clipe, ela faz referências às mulheres de sua vida, como a mãe e a avó. “Meus fãs vão perceber de cara.”

 

Por Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner