Rio de Janeiro: Suspeito pela morte de PM que agiu contra assalto a loja em Mesquita é preso - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

domingo, 6 de dezembro de 2020

Rio de Janeiro: Suspeito pela morte de PM que agiu contra assalto a loja em Mesquita é preso


Foi preso, neste domingo, dia 6, o suspeito pela morte do PM Derinaldo Cardoso dos Santos, que foi baleado na cabeça enquanto atuava contra um assalto a loja de departamentos em Mesquita, na Baixada Fluminense. A informação foi divulgada pela Polícia Militar em sua página no Twitter.

A corporação afirmou ainda que equipes prenderam um suspeito que teria dado cobertura à dupla que roubava o estabelecimento na última sexta-feira, dia 4. “Toda ação contou com o apoio do Setor de Inteligência da @SEAPOFICIAL, através do compartilhamento de informações que permitiram chegar até os locais onde estavam escondidos estes dois criminosos”, acrescentou.

Identificado como Jonathan Santos Targino, conhecido como Jonatha, o suspeito foi preso pelo 14° Batalhão de Polícia Militar (Bangu). Ainda não foram divulgadas maiores informações sobre as circunstâncias da prisão.

Até a tarde de sábado (5), a suspeita dos policiais era de que Jonatha estaria escondido em Vila Kennedy, bairro da Zona Oeste da capital de onde o suspeito seria oriundo.

O CASO

O policial militar Derinaldo Cardoso dos Santos, de 34 anos, foi morto ao tentar impedir um assalto a uma loja no centro de Mesquita, cidade da Baixada Fluminense. Derinaldo, que era cabo da PM, foi atingido por um tiro na cabeça disparado por um criminoso durante a ocorrência. O caso aconteceu no início da tarde de sexta-feira (4) e a morte foi confirmada na noite do mesmo dia. Cardoso, que trabalhava no 20º Batalhão da Polícia Militar, chegou a ser levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) em estado gravíssimo e passou por uma cirurgia de emergência, mas não resistiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner