Conselho de Ética do Cidadania decide expulsar deputado que apalpou colega em SP - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Conselho de Ética do Cidadania decide expulsar deputado que apalpou colega em SP

 

O conselho de ética do Cidadania decidiu, neste domingo (10/1), pela expulsão do deputado estadual Fernando Cury (SP), alvo de um procedimento interno. Em dezembro, o parlamentar foi flagrado pelas câmeras da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) passando a mão no seio da deputada estadual Isa Penna, do Psol.

Agora, o relatório e o parecer da comissão serão encaminhados ao diretório nacional do partido, que poderá ou não acatar a decisão. Em nota, o Cidadania diz que “a importunação sexual sofrida pela deputada fere frontalmente o Código de Ética do Cidadania em seu artigo 3º, inciso I”.

A decisão pela expulsão do deputado Cury foi aceita por unanimidade pelos integrantes do conselho. O deputado está afastado de suas funções desde 18 de dezembro.

“As imagens do plenário por si conferem clareza ao acontecimento, com nitidez, câmeras flagraram um comportamento descabido, rasteiro e incongruente por parte do deputado Fernando Cury contra a deputada Isa Penna. O fato é grave e insolente, não nos permite outra interpretação que não a de estarmos diante de um acontecimento desrespeitoso e afrontoso, que deve ser combatido”, assinalou Mariete de Paiva Souza, relatora do procedimento.

“[A atitude está] Na direção totalmente oposta dos fatos ocorridos está o Cidadania, que tem em seu programa o compromisso assumido com as bandeiras feministas contra a violência e a exclusão. Por isso, nada menos que sermos exemplares”, concluiu.

Em declaração publicada nas redes sociais, Isa Penna comentou a decisão. “Enquanto isso, aguardo o posicionamento de Cauê Macris dentro da Alesp. Na última semana, eu e minha equipe enviamos um e-mail para todos os deputados da casa convocando uma assembleia extraordinária antes de fevereiro, infelizmente o presidente da casa não se pronunciou nenhuma vez desde o assédio”, destacou.

“Eu, minha equipe e toda a sociedade estamos estupefatos que até agora a maior assembleia legislativa do país e seu presidente, do mesmo partido do governador João Doria ainda esteja ignorando o fato e não agindo com celeridade”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner